Os faróis do carro precisam estar em dia. A manutenção e vital para que eles funcionem corretamente, o que é vital para ter segurança ao dirigir. 

 

Aliás, usar o carro com o farol desregulado ou com o feixe de luz atrapalhando os motoristas que vem em sentido contrário, por exemplo, dá multa e é uma infração grave. O Código de Trânsito Brasileiro – CTB – prevê multa e 5 pontos na carteira, além da retenção do veículo para regularizar a situação, deixando os faróis em conformidade com a Lei. 

 

Pois é, a manutenção do seu farol não pode passar despercebida e, depois de algum tempo de uso, alguns danos podem fazer com que sejam necessárias as trocas de lâmpada ou a recuperação dos protetores, que tendem a ficar opacos, prejudicando o funcionamento deles. 

 

O tipo de farol do carro está especificado no Manual do Proprietário e é importante saber se o desgaste da lente pode ser recuperado com o polimento. Essas peças também variam, e podem ser feitas de policarbonato ou de vidro. 

 

#Dica Importante: não tente consertar o farol em casa! Essa tarefa pode demandar a desmontagem do conjunto (lentes, lâmpadas e ligações). Além de precisar das ferramentas específicas, vale a pena contar com profissionais que possam indicar precisamente se o uso da máquina de polimento, por exemplo, soluciona os mal funcionamento ou se é algum problema de fixação, tipo de lâmpada ou a troca do conjunto. 

 

Quer se manter informado? Acompanhe nossas redes sociais e leia o Blog do Pontal.