Você entra no carro, e coloca o cinto de segurança. A fivela e o funcionamento correto salvam milhares de vidas todo os dias. E é preciso usar esse equipamento, que deve ser um hábito automático e também consciente. Por isso, para usar o cinto de um jeito seguro, veja algumas dicas.

 

Primeiro lugar: o banco precisa estar na altura e distância da direção equilibradas com a altura do motorista. Ou seja, você deve garantir que o cinto passe por sobre o ombro do condutor do carro. Evite a qualquer custo de o cinto ficar muito perto do pescoço ou do rosto (área da face). 

Segundo lugar: os cintos do banco de trás, daquele modelo que é afivelado perto da pélvis, precisam ser usados com uma folga de, pelo menos, três centímetros. Perceba se o funcionamento da fivela está garantindo o travamento do tecido e atente para o fato de que as cadeirinhas obrigatórias para crianças também ajustam a altura dos filhos em relação aos cintos (quando não vem com cintos nelas mesmas. Mas isso varia de acordo com a idade da criança).  

Outro ponto importante, ainda falando dos cintos de segurança no modelo afivelado perto da região pélvica, é que eles nunca devem estar na área do abdômen. Esse erro prejudica o uso e pode causar ferimentos. O posicionamento correto é crucial. 

Terceiro lugar: o tecido do cinto de segurança não deve ser afivelado de modo que algum trecho dele fique torcido. Para funcionar corretamente você precisa manter o tecido plano em toda sua extensão. Certifique-se de que ele está liso e junto ao corpo. 

Gostou dessas dicas? Compartilhe.

Siga o Pontal nas redes sociais: @autoshoppingpontal; http://facebook.com/autoshoppingpontal