Todo ano, as pessoas sofrem com as informações da declaração de imposto de renda, uma obrigação de todos os brasileiros que recebe rendimentos com soma anual superior a 28.559,70 (veja a matéria do jornal Valor Econômico sobre o assunto clicando aqui: https://www.valor.com.br/financas/6145667/quem-deve-declarar-o-imposto-de-renda-em-2019). 

 

E quando você é proprietário de um carro e precisa declarar o financiamento deste bem, as dicas são simples. O programa de Declaração da Receita Federal solicita as informações passo a passo, então, o que você precisa entender é a relevância de cada campo.

 

A maneira como o seu carro foi financiado, assim como a instituição bancária e datas devem ser fornecidas de acordo com o sistema, então você deve estar com os documentos e contrato à mão. 

 

  1. No campo Bens e Direitos. 
  2. Selecione Código 21, depois “veículo automotor terrestre: caminhão, automóvel, moto, etc.” 
  3. Use o campo Dívidas e ônus Reais para declarar que o carro é  financiado ou alienado. 
  4. Preencha o código do Brasil (105) 
  5. Preencha o Renavam do carro financiado. 
  6. Coloque todos os dados de maneira objetiva, nos campos solicitados, informando a maneira como financiou com todos os detalhes, nomes de instituição, loja ou concessionária onde comprou (além dos valores, número de parcelas financiadas, parcelas a serem pagas, entrada, etc)

Ajuda muito entender o processo simplificado, já que o programa pode sofrer atualizações e você deve manter a atenção e correção; e poderá “voltar” e revisar os dados, caso precise, de acordo com o programa.

 

Gostou dessas dicas?

Compartilhe nas redes sociais.