1. Pare em um posto de gasolina, mas certifique-se de que os pneus estejam frios.
  2. Coloque a pressão indicada no Manual do Proprietário. Ao acoplar o bico de encher ar ao pneu, você visualiza a pressão em que estava. Vale a pena notar a variação, acompanhando e corrigindo a medida.  

 

Cada modelo de carro tem seu manual. E a gente não deve subestimar as informações dos fabricantes de carro. É a indústria que testa e avalia os carros, submetendo-os às metrificações que mostram quais as condições corretas para que o desgaste do material e de combustível do carro, para dar dois exemplos.

 

O que é recomendado no Manual também embasa as responsabilidades com a segurança das pessoas que se locomovem no carro. O atrito com o asfalto é que dá aderência aos pneus. Isso interfere na dirigibilidade e

 

Vale dizer: pneus com calibragem mais baixa que o recomendado pelo manual podem aumentar a probabilidade de uma aquaplanagem (perda de contato das rodas com o asfalto).

 

Pneus mais cheios, ou seja, calibrados com pressão acima do que é recomendado no manual, estão com uma menor superfície de contato com o asfalto menor, podem comprometer as curvas e devem ser calibrados.

 

Mantenha-se atento.

 

Acompanhe o Auto Shopping Pontal pelas redes sociais:

@autoshoppingpontal

http://facebook.com/autoshoppingpontal